terça-feira, 29 de novembro de 2016

Alunos da Escola Irmã Assunta participam da campanha “Separe o Lixo e ajude muita gente a ganhar a vida”.

No último dia 25 aconteceu o Dia C da campanha “Separe o Lixo e ajude muita gente a ganhar a vida”nos bairros Vila do Príncipe e Boa Passagem. Para este dia há toda uma programação com algumas ações, entre elas: entrevistas nas rádios, a divulgação na mídia digital e ações panfletagem nas residências, banners, carro de som… Implantação de Pontos de Entrega Voluntária – (PEV); Visitas às empresas e instituições, entre outras. No dia acima citado os alunos da Escola Municipal Irmã Maria Assunta Vieira participaram desse dia de mobilização pelo Conjunto Vila do Príncipe. Antes da caminha e arrastão pelas principais ruas do bairro, alunos e catadores tomaram um café reforçado oferecido pelo parceira da escola Manoel Minervino do Supermercado São Francisco localizado no mesmo bairro onde o evento aconteceu.
A escola também teve o apoio da Secretaria Municipal de Saúde que cedeu luvas e máscaras para as crianças fazerem a coleta do resíduos necessários nos arredores da instituição educacional.
A campanha “Separe o Lixo e ajude muita gente a ganhar a vida” é um projeto em parceria entre a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Caicó (ASCAMARCA) e a Caritas Diocesana de Caicó com o apoio do Fundo Nacional de Solidariedade, e CNBB e o Município de Caicó.
 
A coleta Seletiva Solidária, além da inclusão social dos catadores da ASCAMARCA contribui para a superação da vulnerabilidade social e proporciona melhorias significativas na vida dos mesmos. Nessa perspectiva,  a campanha acima citada tem como objetivo contribuir com o fortalecimento da coleta seletiva solidária de Caicó, além de informar a população sobre a importância e o seu papel na coleta seletiva, divulgar o calendário da coleta seletiva e aumentar a quantidade do material reciclável coletado pela Ascamarca.

Educação
Para as escolas a proposta do programa é que elas adotem o PEV para papel, livros, revistas e jornais e consequentemente implante a coleta seletiva e construa um projeto voltado para o assunto em 2017.
Veja mais fotos: 



























BREVE HISTÓRICO
No ano de 2009, a Diocese de Caicó iniciou um trabalho com catadores. A Lei 12.305/10 que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos e prevê a eliminação dos lixões em todo o país. Nessa perspectiva foi intensificada o apoio aos catadores a partir da Campanha da Fraternidade 2011 elegendo como gesto concreto o fortalecimento a organização de catadores em associação. A perspectiva de iniciar o processo de implantação da coleta seletiva no município, tendo em vista a necessidade de inclusão sócioprodutiva desses trabalhadores.
Em 29 de fevereiro de 2012, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Caicó (ASCAMARCA) foi fundada a partir de um intenso processo de formação, mobilização e articulação dos catadores e da comunidade Frei Damião com o apoio da Caritas Diocesana e também de parceiros.
Em 2013 teve início a execução do projeto de implantação da coleta seletiva e solidária em Caicó por meio de um convenio firmado entre a Caritas e a prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Educação, Trabalho e Assistência Social no período de julho de 2013 a agosto de 2014. O projeto contemplava capacitação, mobilização, aluguel de 02 galpões e a aquisição de equipamentos básicos para a implantação da coleta seletiva em dois bairros do município de Caicó, priorizando os catadores que trabalhavam no lixão e que estavam associados na ASCAMARCA.
A coleta seletiva solidária viabilizou o acesso às políticas públicas com a inclusão no sistema do Governo Federal, acesso ao programa de transferência de renda, o Bolso Família, e a formação para o trabalho através do Pronatec com acompanhamentos técnicos da secretaria municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social. E paralelo a coleta seletiva, demais ações foram desenvolvidas pelo Centro de Referência da Assistência Social, o CRAS da Zona Oeste de Caicó, a Secretaria Municipal de Saúde, também objetivou a desenvolver as famílias dos catadores.
Ao final do convênio com a Caritas, a prefeitura municipal passou a manter um convênio direto com a ASCAMARCA que financia até os dias atuais a estrutura básica para a realização da coleta seletiva no Centro e nos bairros Paraíba, Castelo Branco e Vila do Príncipe.
Para maiores informações: caritascaico@hotmal.com e  (84) 3421-3632
Matéria Anselmo Santana
Fotos: professores e funcionários


quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Alunos dos dois primeiros anos da Escola Irmã Assunta dão exemplo de solidariedade

Alunos do 1º Ano "A" e do 1º Ano "B" da escola Municipal Irmã Maria Assunta Vieira mostraram que para ser solidário e cidadão de bem não tem idade. Junto com suas professoras e auxiliares e com o apoio da direção, arrecadaram dezenas de alimentos e material de higiene e doaram para o Abrigo de Idosos Professor Pedro Gurgel em Caicó

A ideia partiu de uma sequência didática na qual se trabalhou a generosidade através do livor A ÁRVORE GENEROSA de Fernando Sabino. "O livro conta a história da amizade entre um menino e uma árvore e esta amizade perpassa o tempo. O menino fica idoso, mas mesmo assim sua amizade com a árvore prevalece! Por isso que decidimos doar ao abrigo porque o menino do início da história torna-se idoso no final dela", disse a professora Cecília Samara do 1º Ano "B".

Confira a ação dos pequenos nas fotos abaixo: 




















quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Alunos (as) do 3º Ano fundamental da Escola Irmã Assunta realizam campanha em Prol da ACAPAM

A professora Dalvanira Faustino do 3º Ano do turno matutino da Escola Municipal Irmã Maria Assunta Vieira, teve a inciativa de, junto a sua turma de alunos, realizar entre eles e suas famílias e amigos uma campanha em prol dos animais assistidos pela ACAPAM ( Associação Caicoense de Proteção aos Animais e Meio Ambiente)
A ideia surgiu na aula de Ensino Religioso na qual as crianças aprendiam sobre como ajudar ao próximo, tentando ver o todo, forma de vida, dificuldades encontradas. Dentro dessa perspectiva, as crianças despertaram sobre como ajudar as pessoas que vivem na rua e seus animais. Consequentemente, surgiu a ideia da campanha em si.
A turma se inspirou em ver a necessidade de não só ajudar as pessoas, mas também os animais. cada um deles fizeram relatos e nestes diziam conhecer pessoas necessitadas que tem um animal. Sendo assim, a professora percebeu a importância de se fazer um elo entre o assunto e a campanha.
Na última terça-feira (25), uma das representantes da ACAPAM, Maria Guedes, veio à escola para buscar as rações arrecadas pela turma e explicar um pouco sobre a instituição que tão bem busca cuidar dos animais e agradeceu a todos pela inciativa e a direção da escola pelo apoio dado.
Na oportunidade, algumas crianças ainda gravaram depoimentos de como se fazer para ajudar os animais, demonstrando um exemplar interesse pela causa.
Confira abaixo fotos do encontro: